Etapa 1

  • Lisboa – Aveiro
  • 364km’s
  • Estradas Costeiras

Início em Lisboa, com passagem por inúmeros pontos de interesse, numa etapa encostada à fronteira Oeste de Portugal com o Oceano Atlântico.  Ao longo da etapa, a paisagem rugosa e escarpada dos promontórios sobre o mar, vai sendo interrompida por praias e locais mais abrigados, que no passado deram lugar a portos, cidades e vilas.  É portanto um dia dedicado à “navegação costeira”, com alguns apontamentos de montanhosos de baixo relevo no decorrer da rota. Destaque para estradas como a N247, ou a Estrada Atlântica, e para pontos de passagem como o Cabo da Roca, Peniche, Foz do Arelho, Nazaré, Figueira da Foz e Aveiro, entre outros. Aveiro é precisamente o final da etapa. A paragem perfeita para apreciar a influência do mar e da ria em séculos de história e cultura.



Etapa 2

  • Aveiro – Monção
  • 237km’s
  • Estradas Costeiras

A Etapa 2 do Portugal2Ride – Volta a Portugal, parte de Aveiro em direcção a Monção. O dia é dedicado a terminar a parte norte da Costa Atlântica e a entrar em terras minhotas, em busca da fronteira fluvial com Espanha.  Estradas destacadas, a N13 e como não podia deixar de ser, a N101.  O Porto está a curta distância do ponto de partida, e permite um piscar de olhos ao Rio Douro. Fica marcado reencontro mais à frente na rota. A rota da etapa cruza 3 regiões (Beira Litoral, Douro Litoral, e Minho) e tem passagem por Esposende, Viana do Castelo, Vila Praia de Âncora, Vila Nova de Cerveira e Valença. O destino final é Monção, a capital da região do vinho verde. Fantástica para um final de dia com gastronomia de qualidade e para uma visita ao Castelo de Monção.

Etapa 3

  • Monção – Chaves
  • 240km’s
  • Estradas de Montanha/Curvas

Partida de Monção em direcção à cidade que acolhe o km0 na N2 – Chaves. A N202 dá o mote para a mudança de paisagens e de estilo de condução. A rota passa a estar ladeada de secções arborizadas e as curvas aparecem no menu, como um aperitivo antes da entrada no Parque Nacional Peneda-Gerês. O Rio Minho acompanha a etapa fazendo fronteira natural com Espanha. Na rota fica Melgaço. Bem como pontos de interesse como o Miradouro de Tibo, ou o Baloiço do Mezio, que permitem vistas deslumbrantes, Campo do Gerês, Vilarinho das Furnas,  Vilar da Veiga, São Bento da Porta Aberta, a Albufeira da Caniçada, Cabril, Paradela e Montalegre. Chaves é o destino final e apropriado para quem gosta de viagens.



Etapa 4

  • Chaves – Miranda do Douro
  • 265km’s
  • Estradas de Montanha

Saída de Chaves rumo a Vila Verde da Raia, localizada na fronteira com Espanha. Daqui, a etapa segue para Moimenta e percorre a Rota da Terra Fria Transmontana, entrando no Parque Natural de Montesinho até Rio de Onor.  Em Rio de Onor – uma das Maravilhas de Portugal – impõe-se a vista do Miradouro, e a visita à Ponte Romana. Na rota da etapa, ficam ainda as Ruinas do Castelo de Outeiro, São Martinho da Angueira, o Miradouro de São João das Arribas, e o Miradouro do Castrilhouço.  Final de etapa na maravilhosa Miranda do Douro, com o seu Castelo, e com a Barragem de Miranda ali ao lado.

Etapa 5

  • Miranda do Douro – Rosmaninhal
  • 378km’s
  • Estradas Montanha/Curvas

De Miranda do Douro a rota faz-se descendo a fronteira de Portugal com Espanha a Leste. Em destaque, a N221, uma das estradas mais bonitas de Portugal, com secções absolutamente magnificas. Vistas sobre o Parque do Douro Internacional não faltam, como o Miradouro da Fraga do Puio ou o de Penedo Durão. A secção entre Freixo de Espada à Cinta e Barca de Alva é fantástica.  A rota é pontuada por vilas e aldeias históricas, à medida que se afasta do Douro em direcção ao Tejo. Almeida, Sabugal, Penamacor, Monsanto e Penha Garcia.   Passa também, pela periferia da Reserva Natural da Serra da Malcata, casa do lince ibérico.  O dia termina no Rosmaninhal, paredes meias com o Parque Natural do Tejo Internacional.



Etapa 6

  • Rosmaninhal – Elvas
  • 239km’s
  • Estradas de montanha e estradas rurais

Inicio de etapa no Rosmaninhal, com a primeira paragem em Vila Velha de Ródão. A vista sobre as portas do Ródão vale a pena.  De seguida, Nisa, Castelo de Vide, a conhecida Alameda dos Freixos e Marvão, em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede. Até chegar à ponte internacional mais pequena do mundo, na aldeia raiana de Marco, a rota segue pelas estradas dos vales da Serra de São Mamede. É em Mosteiros que podemos visitar o Pego do Inferno, uma cascata natural de beleza singular. De Arronches à Ermida de Nossa Senhora da Enxara, e daí até Campo Maior a etapa aproxima-se do seu final. Elvas, é o destino. Com as boas vindas dadas pelo Aqueduto das Amoreiras, a vista do Castelo, e dos três Fortins que compõem a arquitectura defensiva da cidade.

Etapa 7

  • Elvas – Vila Real de Santo António
  • 340km’s
  • Estradas rurais e ao longo do rio

A Etapa 7 do Portugal2Ride – Volta a Portugal, tem o seu início na cidade de Elvas e final de dia no canto sudeste do mapa, em Vila Real de Santo António.  Quer seja em estradas ao longo do rio, ou na albufeira do maior lago artificial da Europa, o Guadiana está presente em toda a rota, influenciando o trajecto tanto quanto a influência a paisagem, a cultura e a gastronomia alentejana. Um dos primeiros contactos com esta fronteira natural com Espanha, dá-se em Jurumenha, com a vista do miradouro junto do Forte.  Em Monsaraz a visão da massa de água da Albufeira do Alqueva, compreende uma perspectiva da sua grandeza, quer do Miradouro de São Bento, quer junto da Estátua de Homenagem ao Cante Alentejano. Pouco adiante, a rota atravessa a ponte sobre o Guadiana em direcção a Mourão e à Aldeia da Luz, para depois se afastar rumo à terra mais quente de Portugal, a Amareleja. A etapa passa ainda por Barrancos, pela Mina de São Domingos e pela lindíssima Mértola.  Do Alentejo ao Algarve, o reencontro com o Guadiana dá-se em Alcoutim, onde a M507 a ele “encostada”, ruma a sul para o Atlântico e para o destino final, Vila Real de Santo António.



Etapa 8

  • Vila Real de Santo António – Sagres
  • 237km’s
  • Estradas Costeiras

Partida de Vila Real de Santo António com destino final em Sagres, numa etapa que cruza o Algarve do Sotavento ao Barlavento, desenhando a linha sul do mapa de Portugal. Primeira paragem, e paragem obrigatória é Cacela Velha. O primeiro contacto com a beleza da Ria Formosa é fantástico, e o Parque Natural em si, é um tesouro absolutamente incomparável.  A rota segue por Tavira, Olhão e Faro, com uma paragem na Ilha de Faro, de fácil acesso para quem usa a estrada.  Segue-se Benagil, Carvoeiro, Ferragudo, Lagos, entre tantas outras como Lagoa e Vila do Bispo, faz-se, alternando a N125 com desvios por outras estradas menos rodadas.  Final de etapa em Sagres, no canto sudoeste do mapa. Local de partida para tantas explorações da história de Portugal.

Etapa 9

  • Sagres – Lisboa
  • 345km’s
  • Estradas Costeiras/Serra

Etapa 9, e última do Portugal2Ride – Volta a Portugal . A ligação de Sagres a Lisboa. 345km de exploração costeira, e de imersão no sudoeste do país.  Partida de Sagres com o final de desafio à vista, e com os encantos da Costa Vicentina pelo meio. A rota passa por locais como a Carrapateira, Aljezur, Odeceixe, Zambujeira do Mar, e pelo Farol do Cabo Sardão. Até unir o ponto de chegada com o de partida, a última etapa ainda proporciona uma maravilhosa condução costeira no trajecto por Vila Nova de MilFontes, Porto Covo, Melides, entre outras. Uma ligação de ferry de Tróia a Setúbal permite disfrutar de uma última secção de estrada de serra antes de chegar a Lisboa – a da Serra da Arrábida – fantástica, por sinal.

A Melhor roadtrip de portugal

Embarca numa viagem épica e desenha a tua linha à volta do mapa

0

Etapas

0

Km’s


ir para a loja

Junta-te ao grupo de facebook da Melhor roadtrip de Portugal

Aceita o desafio e parte na tua aventura épica


ir para o grupo

Scroll to Top